DESAFIOS DO SECTOR DISCUTIDOS PELA APIGRAF

8 Novembro 2019

No início de outubro a APIGRAF, de que a ‘ACD Print’ é associada, reuniu em Évora em encontro nacional anual, onde empresas e profissionais do sector debateram o estado do sector em Portugal.

O sector gráfico em Portugal tem diferentes áreas com bom desempenho”, entre elas as de embalagens, rótulos e etiquetas, como a do livro, que “está novamente em crescimento em todo o mundo”, disse Pedro Lopes de Castro, presidente da APIGRAF, em declarações à Lusa. Do lado negativo, está a área de jornais, que “não está a passar nada bem” neste momento, afirmou.

De acordo com dados da associação, o sector gráfico em Portugal emprega cerca de 20 mil trabalhadores e conta com mais de 2.700 empresas. Tem um volume de negócios de 2.200 milhões de euros por ano, sendo que 600 milhões de euros correspondem a exportações.

Nos últimos cinco anos, disse à Lusa Pedro Lopes de Castro, “os jornais têm vindo a descer, não só em termos de tiragens, como também em número de títulos”. Além disso, “a reconversão de uma gráfica de jornal não é fácil”, aliás, “normalmente a crise quando entra numa gráfica de um jornal é para encerrar e não para reconverter”, explicou.


Voltar para Notícias
acdprint